Sonhos de todos nós.

Sonhos de todos nós.

YouTuber só toma laranjada quando tem briga na feira… de games

Depois do que aconteceu na BGS, está havendo uma pós-polêmica: uma dupla muito conhecida (que está até na TV, tem site próprio há 300 anos e possivelmente nem se considera youtuber) resolveu questionar o papel e a importância dos youtubers gamers - inclusive destacando a idade não muito provecta dos mesmos de forma ligeiramente provocante. Os envolvidos estão aos poucos respondendo a pós-polêmica. Um deles preferiu o silêncio. O outro mandou, discretamente, que eles usassem um pudim.com.br como assento. Aqui, da minha parte, eu que pretendia lá na frente ser um youtuber gamer, só tenho uma certeza: a nossa querida (sqn) dupla já fizeram propaganda pra uma grande empresa - um ‘anunciante master’ desses que patrocina até futebol, que eu não vou com a cara. E suspeita-se que um dos expositores da BGS tenha pedido a cabeça dos youtubers e o fechamento da sala web. Dois mais dois é igual a? Ah-hã! (by Sobrinhos do Ataíde). Pois é, quem estaria mandando eles fazerem isso?
Era isso o que eu tinha pra dizer, por enquanto. Agora, dá licença que eu preciso desenhar…

Update na questão da água. Chega de divisão por zero. E eu espero não falar mais sobre o assunto! Quem vai falar é esse grupo gospel aqui.

Li algumas postagens de um blog de confissões do Sonic. E me arrependi profundamente. Já disse e repito: Sonic, vai te catar, aqui é Rosalyn federal e Zicky Zira estadual, digo…

Hoje eu precisava fazer 239849 coisas pra compensar a ausência do FurAffinity devido ao DDOS, como subir mais coisas pra DeviantArt e InkBunny, mas eu tenho que ficar no service pra fazer coisas que nada tem a ver com issoooo :((

Entendo da seguinte forma: o MP quer um colapso para impedir o próprio de acontecer. É uma divisão por zero!!!
PS: Porquê alguns cidadãos de OUTROS ESTADOS estão tão inconformados com a reeleição de Alckmin, que não é governador deles?…

Diário de bordo, data estelar 1.1 Br, G r a d i e n t e

image

(montagem, imagem de vídeo a ser postado em breve no YT)

Agora a minha pequena mesa está com f#cking TRÊS computadores: PC, Mac e… MSX. Um Expert, da Gradiente (para os europeus, americanos e japoneses, MSX podem ser trocentos computadores, para os brasileiros foi só Expert e Hotbit da Sharp, não sei se foi cogitado um terceiro).
E o mundo dos MSX não é muito grande: foi exatamente o mesmo computador com o qual eu descobri que isso aí existia, lááá atrás, nos anos 80, na casa de um parente, com uns 9 anos de idade. Inphelizmente o que eu usei pra caramba até 1990 não era meu. Um dia eu explico isso melhor.
Na verdade, um dia eu precisava me encorajar a ver quanto sai um MSX 2 importado nos mercados livres da vida. Acredite, já na própria época eu pirava com as limitações do MSX1 (confronto de atributos, paleta restrita, poucos sprites por linha horizontal… os que fazem port de games de arcade para MSX que o digam.) Vim do Commodore 64, que parecia ter menos dessas limitações. Pouca gente teve C64 no Brasil, por volta de 1986 meu pai chegou a cogitar a comprar um ZX Spectrum - e aí a gente iria ficar ˜órfão”, porquê uma reclamação recorrente entre 1987 e 1989 é que as revistas como Micro Sistemas só focavam em MSX e esqueciam os outros computadores, como TRS, TK, os da Apple que já existiam, e companhia bela. É engraçado eu ter vivenciado tudo isso ainda com 1 dígito de idade, mas assim é, caros tele espécs. Pena que, vendo hoje, talvez eu devesse ter feito algumas coisas de forma diferente, por exemplo, ter aprendido a programar em C ou algo assim. Em 1990 o computador foi devolvido à seus donos, passei um ano descomputadorizado em 1991 (que, apesar disso, foi o melhor ano da minha vida), e voltei às glebas digitais em 1992 com um PC 286, e o resto, como dizem, é história. Até hoje queria entender como aconteceu esse abandono em massa do MSX para o PC nos anos 90, que se refletiu até mesmo no título de uma revista na época (CPU MSX virou CPU PC…) E o pior: MSX bem ultrapassados, quando a Europa já estava pensando no MSX 3.

O que o homem do microfone platinado diria disso?…

Pra quem ainda não viu, o novo vídeo do Zíper nas Costas. Um show de imagens mal iluminadas na vida real e imagens em computação gráfica, já bem melhores. Senta a ripa!

(Atenção, link marrento e antiissocial da Folha de São Paulo, possivelmente pode estar fora do ar para algumas pessoas ou daqui a algum tempo, não sei. Assinamos a FSP, mas nunca tivemos priviégio algum em relação a essas matérias do UOL.)

Há alguns anos, quando eu queria ficar mega-antenado sobre teorias da conspiração (e ganhei de presente stress e insônia) eu vi um produto semelhante em anúncio no site de Alex Jones. Era meio complicado de usar, mas diziam que o resultado valia a pena em caso de sobrevivência contra tudo e contra todos (zumbis, o governo dos EUA, enfim..).
Esse produto hu3hu3br, no entanto, surpreende pelo tanto que consegue extrair de água, mesmo que o seu preço não seja nada chinês.